Padre suspeito de abusar de menina se defende: ‘ato de fraqueza’

naom_597c4f0552666

“Foi um ato de fraqueza” disse o padre Enoque Ferreira Donizetti, de 62 anos, suspeito de ter abusado sexualmente de uma menina de 14 anos, na casa paroquial da igreja de Arceburgo, em Minas Gerais. Donizetti prestou depoimento na tarde desta sexta-feira (28). Delegada responsável pelo caso, Renata Mattoso Libório informou ainda que o padre confirmou a veracidade do vídeo divulgado nas redes sociais.

Segundo a delegada contou ao G1, o padre informou que o fato ocorreu em março, quando a adolescente já tinha 14 anos. A menina, por sua vez, afirma que vem sendo abusada desde os 13 anos.

Após visita à casa paroquial, Renata Libório também confirmou que a imagem foi gravada no quarto do padre Enoque. “Conseguimos apreender um tubo de óleo de girassol que aparece na imagem”, detalhou.

Mais cedo, uma mulher que diz ter sido molestada há 8 anos pelo Monsenhor, título concedido pelo papa a padres experientes, disse ter ficado revoltada quando viu o vídeo. “Mais uma vez, ele fez outra vítima! Por que ela é uma menina inocente, de uma família toda desestruturada e ele conhecia perfeitamente toda a relação da família. Então, ele se aproveitou disso, entendeu?”, denunciou.

Afastado pela Diocese de Guaxupé em medida cautelar, enquanto correm as investigações, o padre foi liberado após o depoimento.

Blog do Marcos Almeida:  A Notícia em Movimento

Esse post foi publicado em Violência PE. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s