Pressão: Temer promete alterar pontos da reforma trabalhista

A alteração será por meio de Medida Provisória. Tudo para agradar às centrais sindicais. Talvez não seja o suficiente

Resultado de imagem para temer

Época – Nonato Viegas

Às vésperas de novas manifestações e ameaça de greve geral contra as reformas trabalhista e da Previdência organizadas pelas maiores centrais sindicais, o presidente Michel Temer recebeu nesta terça-feira (13) o líder da UGT, Ricardo Patah. A reunião durou mais de uma hora. Temer afirmou não ser possível alterar pontos da proposta da reforma trabalhista porque qualquer mudança que ocorra no Senado obrigaria o projeto a retornar para a Câmara. Contudo, ainda segundo o sindicalista, Michel Temer prometeu editar Medida Provisória para alterar pontos que devem entrar em vigor se a proposta atual for aprovada. Entre elas: a volta da obrigatoriedade da homologação, pelos sindicatos, dos contratos rescindidos; impedir que mulheres grávidas trabalhem em lugares insalubres; e garantir que sindicalistas participem da eleição de representante dos trabalhadores nas comissões internas das empresas.

Apesar do encontro, Ricardo Patah afirma que a aliança entre as centrais contra as propostas das reformas permanece firme. É bom lembrar que, durante protestos, para além dos gritos contrários às reformas, há sempre o “Fora, Temer!”.

Patah esteve três vezes com Temer nos últimos dois meses.

Blog do Marcos Almeida:  A Notícia em Movimento

Esse post foi publicado em Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s