No Cabo: Novas escolas do Cabo de Santo Agostinho terão sistema para aproveitar água da chuva.

As novas escolas municipais do Cabo de Santo Agostinho terão de ser construídas com um sistema de captação das águas das chuvas para aproveitamento e utilização para fins não potáveis, como a limpeza e conservação das unidades.

Isso é o que diz a Lei nº 3.186/2017, de autoria do vereador Everaldo Cabral Júnior (PRP), sancionada pelo prefeito Lula Cabral (PSB).

Ainda de acordo o texto, havendo dotação orçamentária, as escolas existentes que passem por reforma e ampliação terão de instalar o mesmo sistema.

O parlamentar enfatiza que a medida ecológica é uma ação de natureza educativa de responsabilidade social. “O uso da água das chuvas, além de diminuir o consumo em tempos de racionamento, provocaria a diminuição dos gastos e das despesas com o consumo de água. A idéia é trabalhar a sustentabilidade ambiental de forma multidisciplinar em sala de aula com os alunos, a fim de conscientizá-los”, explica Everaldo Júnior.

A previsão é que já em 2018, as novas escolas contem com esse dispositivo que será regulamentado pelo Poder Executivo.

Blog do Marcos Almeida:  A Notícia em Movimento

Esse post foi publicado em vereador. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s