Brasil: De olho neles, Temer caça 325 votos para reformar a Previdência

Blog do Kennedy

O presidente Michel Temer tem tentado costurar o fechamento de questão das bancadas do PMDB, PSDB, PPS e DEM a favor do projeto de reforma da Previdência que sairá da comissão especial da Câmara. Se esses quatro partidos fecharem questão, o governo tentará convencer outras legendas de sua base a seguir o mesmo caminho.

A ideia é dar um argumento ao deputado perante a sua base eleitoral: o de que votou a favor da reforma obedecendo ao princípio da fidelidade partidária. O outro passo fundamental é chegar a 325 votos listados como seguros.

O plano A de Temer é obter esse fechamento de questão e esses 325 votos ao longo das próximas duas semanas. A intenção é votar até o fim do mês a reforma da Previdência na Câmara em primeiro turno _nos dias 24 ou 31 de maio. Para aprovar a reforma, que é constitucional, são necessários 308 votos em dois turnos de votação na Câmara.

Se não obtiver 325 votos seguros, Temer acionará o plano B, que seria esperar junho e contar com maior pressão de empresários e de setores da imprensa favoráveis à reforma para tentar convencer os deputados de que seria importante votar o projeto para a economia se recuperar. Levar a reforma ao plenário com menos de 325 votos prometidos seria correr um grande risco de derrota. Temer não pretende correr tal risco.

Blog do Marcos Almeida:  A Notícia em Movimento

Esse post foi publicado em presidente. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s